Por que contratar trabalho temporário para a Páscoa?

postado por Site Bem Feito Categoria: : Sem Categoria Sem comentários

Algumas épocas especiais geram um grande aumento de vendas durante os anos. Existem empresas que conseguem garantir boa parte do faturamento do período em momentos, como Natal e dia das mães. Pelo menos é isso que deve acontecer quando o negócio consegue atender a demanda.

A Páscoa é um desses momentos, nos quais muitos negócios conseguem ampliar muito suas vendas. Para ter uma noção, mercados no Rio Grande do Sul venderam 6,5 milhões de ovos de Páscoa em 2017. Agora imagine as vendas de chocolates e doces em geral por todo o país.

Será que sua empresa está preparada para atender as demandas da Páscoa desse ano? A melhor forma de evitar perder vendas é com trabalho temporário para a Páscoa. Por isso, confira suas vantagens e dicas para fazer a contratação nesse período.

Vantagens do trabalho temporário para a Páscoa

Durante a Páscoa o consumo de certos produtos aumenta bastante. Chocolates são um dos mais óbvios, mas outros produtos também passam a ser mais consumidos. Embalagens, fitas, outros tipos de doces e até cestinhas e caixas de presente, todos itens relacionados vendem muito.

Por isso, empresas que trabalham em áreas relacionadas à Páscoa precisam garantir que conseguem atender a demanda de produção. Felizmente, existe a possibilidade de contratar trabalho temporário para a Páscoa.

No Brasil, o trabalhador temporário pode ser contratado quando existe um aumento de demanda. A grande vantagem é conseguir atender as necessidades do mercado rapidamente sem precisar abrir longos processos seletivos.

O contrato pode durar até seis meses. Para muitas empresas, é o suficiente para conseguir aumentar a produção e dar conta da demanda do mercado. Como resultado, as vendas também conseguem subir e aumentar a lucratividade do negócio no período.

Cuidados na hora de contratar temporário na Páscoa

Na hora de contratar um trabalhador temporário é importante lembrar-se que é função da empresa contratante zelar por sua saúde e bem-estar. Portanto, o negócio deve fornecer condições de trabalho assim como oferece para seus colaboradores fixos.

O primeiro cuidado a tomar antes mesmo de realizar a seleção é garantir que existem EPIs (equipamentos individuais de segurança) e condições de trabalhos para a mão de obra extra. Também é preciso fornecer treinamento para a função. Apesar do processo seletivo dar preferência a quem já tem experiência na área, o profissional temporário ainda precisa adaptar-se à empresa.

Outro item importante que deve ser conferido na contratação é a duração do contrato temporário. Trabalhadores desse tipo só podem ser contratados por até 3 meses com prorrogação de até mais 180 dias. Quem precisa de colaboradores para um período maior precisa adotar outro tipo de contratação, ou estará quebrando as leis do trabalho temporário.

Como fazer a contratação de temporários

A contratação de colaboradores temporários é um pouco diferente da CLT. Enquanto o segundo tipo pode ser feito internamente na empresa, sem uso de uma empresa especializada, o temporário precisa passar por outro tipo de processo.

Na contratação temporária é preciso selecionar uma empresa para fazer a contratação. É ela que é responsável por todos os encargos trabalhistas do colaborador, como fundo de garantia e PIS. O vínculo sempre é feito entre o contratante e a empresa de trabalho temporário.

Depois de estabelecer o tipo de profissional que precisa e por quanto tempo basta abrir o processo seletivo através da empresa de trabalho temporário. Ela será a responsável pelo recrutamento e seleção de colaboradores.

Quem pretende contratar trabalho temporário para a Páscoa deve começar a buscar uma boa empresa logo. Além de realizar a seleção de profissionais temporários, ainda é necessário treiná-los internamente para que realizem bem suas funções. Ainda dá tempo de ter mão de obra especializada para complementar seu pessoal nesse período, mas é essencial começar logo.

Escolhendo a empresa certa para a contratação

Como mencionamos acima, só é possível contratar mão de obra temporária através de outra empresa. No entanto, isso não significa que seu negócio deixe de ter responsabilidade sobre o trabalhador. Caso a empresa de contratação temporária falhar no pagamento de encargos, por exemplo, é o contratante que precisa arcar com os custos. Por isso, é essencial fazer uma boa escolha.

Na hora de decidir com quem trabalhar para contratar mão de obra temporária, avalie seu parceiro cuidadosamente. Empresas com anos de mercado, como o Grupo Gente, podem te ajudar nesse processo!


1 Comentário

Não há comentários sobre este post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

Desde 1972, nós do Grupo Gente desenvolvemos um trabalho para aumentar a produtividade de nossos clientes através da prestação de serviços

© 2018 - Grupo Gente | Por Agência Site Bem Feito